terça-feira, 2 de março de 2010

Tudo é breve...


TUDO É BREVE...
A existência é curta,
o mal do egoísmo a
encurta..
Estamos só de passagem
num estágio temporário,
onde os momentos
têm sua rota traçada.
O tempo é o timoneiro
desta embarcação
e bem depressa, cobra
certeiro a nossa participação,
na estação
que nos foi doada.
No vento que sopra leve,
tudo é breve, efêmero,
ligeiro, rasteiro...
E num repente, muda
o cenário...
Cada personagem
receberá os louros
dos seus atos.
Depende de cada ser,
saber de fato,
valorizar os instantes
e com sabedoria fazer:
do breve, o eterno,
do pouco, o muito,
do nada, o inteiro.
Tudo é breve
e acaba um dia.
Adormece a fantasia,
os sonhos hibernam
nos braços da emoção,
o coração recolhe estesia
e colhe-se os frutos do
plantio da nossa
hospedagem.
A matéria se desintegra,
a alma liberta, retoma
sua jornada
e um novo ciclo recomeça,
pois sempre amanhece...
Somos aprendizes
que caminham pela Terra
em busca de aperfeiçoamento,
traçando a trilha,
que na hora certa
descerra, com nuances
suaves de claridade,
as veredas da
Eternidade, pois que a
vida é uma constante
viagem...

Anna Peralva

Foto da net

4 comentários:

Helga disse...

Um belo texto, cheio de contrastes e de verdades, que teimamos em não escutar e tomar o seu contrário como garantido.

Beijinhos :)

Alda disse...

O ser humano é assim ...
Beijinho Helga

mundo azul disse...

_______________________________


Uma bela reflexão, nos proporciona o seu poema...


Beijos de luz e o meu especial carinho, Alda!

__________________________________

Alda disse...

Zélia,
É sempre um prazer a sua visita! Obrigado!
Beijos de luz.