segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Saudade...




Saudade...



Saudade que meus silêncios invade
Que o meu coração ainda sente
Que de tão longe vem
Meus olhos perdidos nos teus...


Nossos dedos entrelaçados
Aquele olhar de ternura
Aqueles lábios-desejo
Aquelas mãos só carícias...


De quem é esta saudade?
De alguém...

A.C.

1 comentário:

Renato Oliveira disse...

Olá Alda. Boa noite.

Saudades. Coração, paixão, adeus.

Palavras que se dizem por algo que muitas vezes perdemos.

Beijinho

Renato