sábado, 21 de agosto de 2010

Meditar a vida...






MEDITAR A VIDA
Às vezes, coincidentemente, nossos planos falham ao mesmo tempo em que os problemas se agigantam
Num primeiro momento vem o desespero, depois a sensação de incapacidade e, por fim, a tristeza e a decepção
Agrava-se quando os amigos desaparecem, os próximos te negam apoio, viram-lhe as costas e ausentam-se durante a sua adversidade

São estes os momentos em que a abstenção do meio social é necessária, para vislumbrar saídas, encontrar soluções, ou até mesmo em resignar-se com os insucessos acometidos

Talvez seja a hora certa de reflectir, de rever valores, de repensar e de meditar sobre a vida

O silêncio pessoal e ausência são necessários para vislumbrar a luz que o Pai Maior esta indicando, e para vê-la, é preciso estar atento, observando os movimentos e as ondas do universo
Se houver a oportunidade de viajarmos nos recônditos de nosso interior, e ficar em contacto com a força activa que estabelece e conserva a ordem natural de tudo quanto existe, que insistentemente é cantada e falada aos quatro cantos do planeta, e em todos os ventos, soprados pela Grande Mãe Natureza, iremos chegar à conclusão de que não somos intocáveis...

ao contrário, nossa fragilidade está exposta às intempéries da vida, que o fracasso e a perda fazem parte desta notável arte de viver
Não é questão de falar, de escrever ou de pensar:

nada deverá impedir-nos de sonhar e de sorrir

O importante é que tenhamos "algo" para nos apoiar ou acreditar, seja, manter nossa crença no Ente Superior, no Pai Maior, ou no Senhor Arquiteto do Universo, e saber que com Ele estaremos na paz e no amor pleno, pois, nele o benígno está garantido, para que possamos visualizar com clareza nossos ideais, e mantermos sempre a alegria de viver!

Caio Amaral


Foto Alda
Barragem de Alpiarça

.

7 comentários:

Lídia Borges disse...

Uma reflexão "honesta" e muito real.

Não deixemos que se cale a música na raiz dos sonhos.

Um beijo

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Alda, bela fotografia tirada em Alpiarça...belo texto...Espectacular....
Cumprimentos

Alda disse...

Obrigado Lídia!
beijinho

Alda disse...

Olá Fernando!
Obrigada!

vidaslife disse...

Olá Alda sou fã, do teu blog, e o acompanho sempre, em tudo o que você escreve amo por demais.Esta reflexão faz-nos refletir, interessante.
Um beijo, de alguém que admira seu blog.

Alda disse...

Vidaslife,

Obrigado, pela visita e comentário tão simpático!
Bjs

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Alda, podias ter avisado que vinhas a Alpirça....
Tinha muito gosto em conhecer a amiga Alda....

Cumprimentos